Pinda chega a 1.930 casos de dengue; equipes de saúde realizam ações de combate à doença

Pinda chega a 1.930 casos de dengue; equipes de saúde realizam ações de combate à doença

O Boletim da dengue divulgado nesta quinta-feira (1) pela Secretaria de Saúde de Pindamonhangaba contabilizou 1.930 casos da doença no mês de janeiro de 2024. No mesmo período de 2023 foram registrados 15 casos.
Para combater a dengue, a Prefeitura de Pindamonhangaba está realizando diversas ações, que incluem campanha de conscientização dos moradores, intensificação de serviços de limpeza, além de bloqueio em áreas com muitos casos, nebulização com as equipes nas residências, orientação aos moradores, e nebulização veicular pesada.
Para o fim da tarde do dia 1 de fevereiro estava previsto o bloqueio veicular pesado no Jardim Carlota e Ipê 1 - dois bairros com elevado índice de casos de dengue.
O responsável pelo Controle de Vetores de Pindamonhangaba, Ricardo Costa Manso, explicou que os serviços de nebulização dependem das condições climáticas. “Em casos de chuva, temos que adiar alguns serviços porque a ação se torna ineficiente. Assim, em meses de verão é necessário fazermos alterações na nossa programação de combate e agirmos de acordo com as condições climáticas e em áreas onde o número de casos está crescente”.
Antes da realização do bloqueio veicular pesado, a Prefeitura encaminha caminhões e equipes de limpeza aos bairros para auxiliar os moradores a retirar entulho dos quintais. “Utilizamos nossos recursos de comunicação para que os moradores de determinado bairro saibam do dia de passagem das nossas equipes de limpeza e possam deixar o material a ser descartado separado. Após essa limpeza e a orientação aos moradores, normalmente um ou dois dias depois o local está apto para receber o bloqueio veicular pesado”, completou o diretor de Proteção aos Riscos e Agravos à Saúde, André Pereira.
Para o dia 2 de fevereiro, a expectativa da equipe de controle de dengue é realizar nebulização residencial no Andrade e bloqueio no Cícero Prado, no período da manhã, e nebulização pesada veicular no Liberdade, no fim da tarde. “Ressaltamos que essas ações estão condicionadas às condições climáticas”, alertou Ricardo Costa Manso.
Para o início da próxima semana estão previstos mais serviços de limpeza urbana, desta vez no Ipê 2, em parceria com a Subprefeitura de Moreira César.
“Temos muitos casos em vários bairros da cidade. Além de praticamente todo o distrito de Moreira César, também estamos com muitos casos na região central, Andrade, Santana, Boa Vista, Morumbi e Jardim Rezende. Desta forma, esses tendem a ser os bairros que receberão atenção especial nos próximos dias”, disse André Pereira.
Ele alertou a população a continuar evitando o acúmulo de água parada. “Temos que eliminar água parada para combatermos a multiplicação do mosquito causador da dengue. Por isso é necessário que toda população colabore, fazendo inspeções constantes nos quintais. Mesmo que tenhamos passado em um local, com ações de bloqueio e nebulização, após algumas semanas esse mesmo bairro pode voltar a ter casos se não houver a colaboração dos moradores”, finalizou André Pereira.

Ler 262 vezes
Entre para postar comentários
Go to top